OS DEZ MANDAMENTOS - Capitulo 162 - Completo

OS DEZ MANDAMENTOS - Capitulo 162 - Completo

Assistir OS DEZ MANDAMENTOS - Capitulo 162 - Completo

Capítulo 162 – Terça-feira, 03/11/2015

Ramsés pede que Bakenmut providencie que os corpos sejam embalsamados. Nefertari se descontrola ao saber que Pepy foi salvo por se abrigar na vila e agride Karoma, ameaçando matar ela e o filho. Radina interrompe a briga e a rainha expulsa a serva. Leila sofre com a morte de Uri e é amparada por Abigail. Apesar de apreensivos, Gahiji e Chibale partem para o deserto acompanhados de Leila e os familiares dela. Moisés ora para Deus, agradecendo pela liberdade concedida ao povo e se emociona ao lembrar do pai Anrão. Arão e Eliseba se preparam para sair e ficam surpresos com a empolgação dos filhos.

Hur lamenta que tenha que deixar o Egito sem Uri e Bezalel tenta confortá-lo. Emocionadas, Joquebede e Miriã se despedem da casa em que viveram durante anos. Apuki e Jairo se surpreendem ao verem que Ana e Judite estão prontas para partir. Simut é incentivado por Paser e decide fugir com os hebreus, levando uma urna com os ossos de José para Moisés. Karoma e Pepy se entristecem com a partida de Simut. Mesmo magoada pela traição de Meketre, Tais diz que ele deve trazer Bak para viver com a família. Jairo e Apuki aceitam seguir com o povo e se impressionam com a mobilização de todos. Meketre tenta encontrar Bak no meio da multidão. Corá e Bina saem felizes para o deserto juntos com Assir e Elcana. Ao ver a casa de Zelofeade vazia, Meketre entende que o filho foi embora e se desespera.

Simut se despede de Ikeni antes de seguir com os hebreus. Meketre consegue achar Bak e pede que ele permaneça no Egito. Radiante com a atitude do pai, o menino aceita prontamente e segue para a nova casa. Nefertari se irrita por Radina defender Moisés e pede que a serva a deixe sozinha. Radina resolver partir com o povo para o deserto. Tais dá boas vindas para Bak, enquanto Hori e Meryt comemoram a chegada do irmão. Gahiji e Chibale ficam surpresos ao descobrirem que Simut partirá junto com os hebreus. Ao mesmo tempo em que os escravos seguem felizes para o deserto, Ramsés observa a multidão, sentindo-se derrotado.